expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Contagem, Maio de 2014.





Queridos amigos e mantenedores,

Escrevemos para informar o que tem acontecido conosco, reafirmar compromissos ministeriais e louvar a Deus por tudo o que Ele tem feito.

Alguém que entendia de viagens missionárias e da necessidade de uma equipe de apoio era o apóstolo Paulo! Ele disse: “E como pregarão, se não forem enviados?”. Em Romanos 10, ele estabeleceu as funções para o trabalho transcultural em dois níveis de envolvimento: os que vão (nós – família Porto) e os que servem como enviadores (vocês). Paulo disse: “Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo”. Então, na lógica clara e sem brechas, ele apelou: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram falar? E como ouvirão, se não houver quem pregue?”. Sim, deve haver um pregador, um missionário, um trabalhador transcultural! Esse é o que vai, o que é vocacionado a ir e pregar em outras nações. Por intermédio de alguém e por quaisquer meios, ele chega lá. Deve haver um pregador das boas novas. Deus escolheu que fosse assim!

Há, porém, uma questão que deve ser muito bem observada: “E como pregarão se não forem enviados?” Paulo reconheceu que há outros além dos que vão. Estes devem estar envolvidos nesse esforço de evangelização em todo o mundo. São os vocacionados a ser mantenedores, enviadores, apoiadores e intercessores.

Os que vão e os que servem como enviadores imergem seus chamados, talentos e dons para formar a equipe de missões transculturais. Todos são igualmente importantes. Todos estão vitalmente envolvidos no cumprimento da Grande Comissão. Todos são dinamicamente integrados e se movem para o mesmo objetivo. Todos são sucesso garantido para a implantação do reino de Deus nesta Terra.

Damos graças a Deus por vocês. Pelo comprometimento e pela vocação de vocês em enviar-nos, foi possível que reservássemos as passagens para a Albânia – 28/07. Precisamos que vocês continuem firme nessa vocação, pois a eficácia de quem vai depende dos que servem como enviadores.

Nesse tempo que estamos no Brasil, contatamos novos parceiros e intercessores. Fomos a muitas igrejas e tivemos oportunidade de conhecer pessoas sérias e comprometidas com Deus. Ouvimos palavras bonitas e encorajadoras e vimos que muita gente valoriza e intercede pela vida de missionários. Ser missionário não depende só de coragem, mas sim de obediência ao chamado do Dono da vida. Deixamos nossos sonhos para viver os sonhos de Deus e acumular tesouros no céu, onde nem traça nem ferrugem corrói e onde ladrões não escavam nem roubam, porque onde está nosso tesouro estará nosso coração. (Mateus 6.19-21). A vida é um breve e momentâneo período nesta Terra, e a convicção que temos no coração faz com que continuemos nesse propósito, assim como tantos outros missionários espalhados por este mundo.

Há pouco tempo, não tínhamos nenhuma condição financeira para ir para a Albânia. Nem mesmo contávamos com uma igreja enviadora. Deus, porém, tem manifestado Sua glória. Amigos e irmãos que entendem que é Deus quem dá força para adquirirmos riquezas, que tudo vem dEle e que somos apenas mordomos, têm ofertado com coração voluntário e alegria. Hoje, temos R$6.000,00 para as passagens. Faltam apenas R$3.459,00. Para nosso sustento mensal, faltam apenas R$1.700,00. O único valor que ainda não temos é do seguro obrigatório – R$5.740,00. Orem por isso.

Nosso louvor ao Senhor é pelo carinho e pela fidelidade dos nossos mantenedores. Louvamos pelas igrejas nas quais tivemos oportunidade para falar sobre o projeto Albânia, pelos irmãos que se dispuseram a interceder pela nossa família, pelas palavras de encorajamento que recebemos e por tudo o que tem antecedido nossa partida. Glória ao Pai! Glória ao Filho! Glória ao Espírito Santo! Chegou a hora! Em breve, partiremos para a terra para a qual Deus nos chamou para evangelizar! Fiquem na paz.


Família Porto
Daniel, Shirley e Danilo Miguel
031 - 7591.5068 (Tim)
danielshirleyporto@hotmail.com
http://blogaodosqueridos.blogspot.com.br/